Veterinária no Canadá

Veterinária no Canadá

Como trabalhar como veterinário no Canadá?

Exercer a profissão do Brasil no Canadá é o sonho de muitos que vêm para cá. Para isto, entenda quais são as regulamentações relacionadas a profissão de Veterinário (a) exigidas pelo Canadá e quais são as opções de trabalho que você pode encontrar.

Conversamos com a Camila Queiroz, médica veterinária, que atualmente trabalha na área de pesquisa da Universidade de Calgary, localizada na província de Alberta. Ela nos deu valiosas dicas sobre o que é necessário para validar o diploma e para atuar nesta área no Canadá.

 

  1. Entry Canada: Qual sua formação e aonde você se formou?

 

Sou médica veterinária, me formei no Brasil, na Universidade Estadual do Ceará em 2010.

Tenho mestrado em Ciências médicas pela Universidade Federal do Ceará (2012) e especialização em Vigilância Sanitária.

 

  1. Qual visto você tem atualmente para residir no Canadá?

 

Eu vim para o Canadá em 2016 com o visto de estudo para fazer o PhD. Concluí meu doutorado em Veterinary Medicine na University of Calgary em 2020. Hoje tenho o Post Graduation Work Permit (PGWP) e trabalho na própria universidade como “post-doc”.

 

  1. Para dar início à regulamentação da sua profissão aqui no Canadá, você precisa ter a residência permanente ou pode ter uma permissão de estudo/trabalho?

 

Não é necessário ter residência permanente, nem possuir visto de estudo ou trabalho.

 

  1. É necessário residir no Canadá para iniciar o processo de regulamentação?

 

Não, o processo pode ser iniciado do Brasil ainda, e as primeiras provas (Inglês + Conhecimento Clínico básico) podem ser feitas de lá. Porém as demais provas (Prática + Licença Nacional) precisam ser feitas do Canadá.

 

  1. Você já finalizou o seu processo de regulamentação?

 

Não. Embora seja um excelente caminho, com bastante demanda de trabalho e com oportunidades bem remuneradas, a validação do diploma de veterinária não é a única opção para quem quer atuar no Canadá. Se a intenção é trabalhar com clínica (pequenos ou grandes animais), certamente a validação será essencial; a não ser que o profissional seja especializado, nesse caso deve seguir as regras do Colégio que regulamenta aquela especialidade. Algumas especializações exigem residência, outras dão opção de se fazer uma prova para ser considerado especialista, e assim a pessoa recebe licença limitada àquela área de atuação.

 

Porém, a medicina veterinária é extremamente abrangente. Existe, por exemplo, a possibilidade de se fazer pós-graduação aqui e trabalhar com pesquisa e ensino, como é meu caso, sem a necessidade de validação do diploma de graduação. Outras opções são empregos na Indústria (de racão, de alimentos, de medicamentos) e no Governo (com inspeção de alimentos, vigilância sanitária/epidemiológica e de doenças transmissíveis por animais, na área de pesquisa e regulatório).

 

  1. Com o que você está trabalhando atualmente?

 

Não trabalho com minha área primária do Brasil (Vigilância Sanitária), mas com a área de pesquisa que também me interessava antes de vir pro Canadá. Eu sou pesquisadora (Postdoctoral Research Fellow) na University of Calgary, em parceria com a Saint George’s University, nas Bahamas. Eu trabalho desenvolvendo métodos de diagnóstico para resistência a vermífugos em parasitos (ou parasitas?) de ovelhas.

 

  1. Como é o processo de seleção para a pós-graduação?

 

Os processos variam de acordo com a Universidade e o departamento. Em geral, existem dois tipos de processo de seleção:

 

– No primeiro, o candidato precisa encontrar um orientador que esteja disposto a supervisioná-lo em um projeto de pesquisa. Esse orientador escreve uma carta de interesse, e com ela o candidato aplica para o processo de seleção da Universidade. Normalmente os documentos necessários são diploma, histórico, proficiência de inglês, currículo, carta de intenção e projeto de pesquisa. Após receber a carta de aceite, o aluno pode aplicar para o visto de estudos.

 

– No segundo, o candidato aplica para o processo da Universidade primeiro, após ser aceito, pode escolher um orientador, ou o Departamento direciona o aluno para um orientador específico.

 

  1. É possível conseguir emprego nessas áreas alternativas à clínica estando no Brasil?

 

Sim. É bem comum principalmente para vagas na academia (Vagas de Pesquisador pós-doc, de técnico de laboratório, de Professor). Mesmo que toda a pós-graduação da pessoa seja no Brasil, é possível se conseguir vagas de emprego nessa área aqui tendo um currículo forte e uma aplicação bem escrita. Também é possível conseguir vagas na Indústria, porém é mais difícil, normalmente se precisa de muita experiência e networking. As vagas do governo é que, embora não sejam exclusivas para residentes permanentes e cidadãos, são exclusivas para quem mora no Canadá e possui autorização de trabalho.

 

  1. Sobre o processo de regulamentação do diploma Brasileiro no Canadá:

 

  1. Qual é o órgão regulamentador de sua profissão?

CVMA – Canadian Veterinary Medical Association

https://www.canadianveterinarians.net/

 

  1. Quando começar o processo de regulamentação?

Pode-se iniciar a partir do último ano de graduação

 

  1. Qual é a duração aproximada deste processo?

O processo depende da disponibilidade do candidato em se preparar e prestar os exames, e da disponibilidade de datas de exames; podendo ser completado em um ano e meio e no máximo oito anos.

 

  1. Como funciona o processo?

Existem na verdade diferentes processos de validação. Mas o principal deles inclui prova de inglês, duas provas teóricas (BCSE e NAVLE) e duas provas práticas (PSA e CPE).

 

  1. Existe um tempo mínimo exigido entre provas teóricas e práticas?

Não. Porém, a primeira prova (BCSE) acontece com bastante frequência, mas se o candidato não passa na primeira tentativa precisa esperar 4 meses para tentar novamente. A segunda prova (NAVLE) é oferecido apenas durante quatro semanas em Novembro-Dezembro e duas semanas em Abril. As provas práticas variam de acordo com os locais que aplicam. Não existe limite para o número de tentativas, porém, o custo pode ser bem alto para repetir, principalmente as provas práticas.

 

  1. Quais são os documentos necessários para iniciar o processo?

Diploma e histórico traduzidos, carta de recomendação do Conselho local do Brasil, cartas de veterinários recomendando o candidato ao processo

 

  1. Como você se preparou para as provas?

Existem sites com conteúdo e simulados, como o VetPrep e Zuku. E alguns locais nos Estados Unidos que oferecem treinamento para as provas práticas.

 

www.vetprep.com

https://zukureview.com/

 

  1. Após êxito em todo processo, você pode começar a exercer a sua função no Canadá sem ter ainda a residência permanente?

 

Sim, desde que tenha o visto apropriado. É importante relembrar que validar o diploma aqui não dá direito a entrar, nem permanecer no país; isso pode acontecer por meio de estudo (no caso de pós-graduação) ou de uma oferta de trabalho, ou ainda de uma residência permanente.

 

  1. Você percebe alguma diferença entre os papéis e responsabilidades da sua profissão aqui no Canadá se comparados ao Brasil?

 

Sim. Na clínica, existem os Veterinary technicians que não são comuns no Brasil e aqui fazem muitos procedimentos que são excusivos do veterinário no Brasil (ex. Anamnese, avaliação inicial de pacientes, indução de anestesia, etc). Além disso, existem muitas outras carreiras alternativas na Academia, Indústria e Governo em que o background de veterinária é valorizado, que não existem no Brasil. Como poucas Universidades aqui oferecem o curso de Veterinária, a demanda de profissionais é bem alta e a profissão é bastante valorizada.

 

Por Qual dica você daria para um veterinário (a) que mora no Brasil e quer vir trabalhar e morar no Canadá?

Na minha trajetória no Canadá, tenho visto muitos profissionais formados e com carreira bem estabelecida ficarem perdidos porque querem vir para o Canadá, mas não sabem por onde começar. O processo de validação de diploma pode ser vantajoso, porém pode sair bastante caro e não compensar, dependendo dos objetivos do profissional a longo prazo. Além disso, como mencionado, validar o diploma não dá direito a entrar, trabalhar ou permanecer no país; por isso a ideia de um mestrado ou doutorado é excelente. Com um mestrado ou doutorado, a pessoa tem a possibilidade de vir estudar com bolsa, sem o custo alto de um college, avançar mais um degrau na carreira, e depois de formado, trabalhar com o PGWP. Tenho visto muitas pessoas que não conhecem essa opção, ou não sabem por onde começar. No meu Instagram @veterinaria_abroad, dou muitas dicas para pessoas de qualquer área de formação que querem tentar uma pós-graduação no Canadá, divulgo vagas e também ofereço mentoria para aqueles que querem ser acompanhados mais de perto.

 

Gostou de saber um pouco mais sobre o Canadá? Fale com a nossa consultora de imigração credenciada e descubra a melhor maneira de imigrar para o Canadá: info@entrycanada.com

Sigam o Instagram da Camila Queiroz @veterinaria_abroad para obter dicas sobre pós-graduação no Canadá, divulgação de vagas, entre outras.

Compartilhar esse artigo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Contato

Gostaria de agendar uma consultoria, tirar uma dúvida ou deixar um comentário para nós?

Envie uma mensagem abaixo e entraremos em contato o mais breve possível.